Postado em 19/04/2022

146 visualizações

Dicionário escolar – Qual o melhor glossário para crianças?

dicionario-escolar

Com o acesso à internet e a facilidade de pesquisa nos sites de busca, muitos hábitos mudaram, inclusive, relacionados aos estudos. Hoje, quando há dúvidas sobre o significado de uma palavra, por exemplo, basta digitar no Google para obter a informação. Desse modo, você deve estar pensando: qual a utilidade de um dicionário escolar nos tempos atuais?

Pode parecer ultrapassado, mas não é à toa que o bom e velho glossário continua sendo um dos itens da lista de material das instituições de ensino. Em sala de aula, é responsável por despertar a curiosidade da garotada que se vê em um verdadeiro caça-palavras ao procurar, entre suas páginas, um termo desconhecido. Se a atividade for realizada em grupo, contribui ainda para a socialização.

Com formato de um livro grosso, o dicionário escolar é igualmente conhecido como léxico, vocabulário, tira-dúvidas ou, em linguagem popular, pai-dos-burros. As palavras estão dispostas em ordem alfabética e há dois tipos: aquele que esclarece o que quer dizer cada uma e o que traduz para outro idioma.

Apesar do conteúdo variar conforme o autor, mais do que reunir os verbetes e seus respectivos significados, o dicionário da língua portuguesa pode apresentar também classe gramatical, regência verbal, divisão silábica, sinônimo, antônimo, plural, aumentativo e até orientações sobre pronúncia.

mini-dicionario-escolar-lingua-portuguesa-ciranda-cultural

É encontrado em dois formatos, sendo um deles mais compacto como é o caso do Minidicionário Escolar Língua Portuguesa Ciranda Cultural. Composto por 352 páginas, possui 14cm x 10cm e mais de 30 mil verbetes, além de indicação de classe gramatical, separação de sílabas e acentuação. O produto já bateu a marca de mais de 1 milhão de cópias vendidas.

Qual o melhor Dicionário Escolar da Língua Portuguesa?

Antes de falarmos sobre os glossários de idiomas, te convidamos a conhecer as obras de Língua Portuguesa das editoras Melhoramentos e Scottini Catavento. Ao analisar o que cada uma oferece, é possível escolher o dicionário escolar certo para a criançada. 

O dicionário escolar língua portuguesa Michaelis Melhoramentos segue o Acordo Ortográfico de 1990 e foi desenvolvido de acordo com a necessidade linguística dos jovens estudantes. Sendo assim, inclui termos de diferentes áreas do conhecimento e também regionais, estrangeiros e gírias.

dicionario-escolar-lingua-portuguesa-michaelis-melhoramentos

São mais de 50 mil definições e 30 mil expressões. Ademais, apresenta divisão de sílabas, classe gramatical dos vocábulos, regência dos verbos, plurais, femininos, aumentativos e diminutivos irregulares, superlativos absolutos, sinônimos, antônimos e variantes.  

dicionario-escolar-lingua-portuguesa-scottini-catavento

Por outro lado, o dicionário escolar língua portuguesa Scottini Catavento conta com mais de 60 mil palavras com definições claras e concisas. Inclui classificação gramatical, divisão silábica, termos coloquiais, pronúncia figurada de palavras estrangeiras, orientações sobre acentuação gráfica, hifenização e grafia. São 848 páginas com encadernação brochura e dedeiras para auxiliar na consulta.

dicionario-escolar-lingua-portuguesa-ciranda-cultural

Vale ressaltar ainda a versão tradicional do dicionário escolar da língua portuguesa Ciranda Cultural composta por mais de 35 mil vocábulos atualizados em consonância com a nova ortografia. O produto é bem completo: inclui tabela periódica, tabuadas, mapas e sistemas do corpo. São 528 páginas com encadernação brochura, simples de manusear. 

Como surgiu o dicionário da língua portuguesa?

Você sabia que o primeiro dicionário da língua portuguesa tem mais de 300 anos? Obra do padre Raphael Bluteau, nascido em Londres e radicado em Portugal em 1668, os volumes 1 e 2 do Vocabulário Português e Latino foram publicados em 1.712. Já os volumes 3 e 4 em 1.713, o 5 em 1.716, os 6 e 7 em 1.720 e o 8 em 1.721.

Em 1789, o lexicólogo e gramático brasileiro, Antonio de Moraes Silva, publicou em Lisboa o Dicionário da Língua Portuguesa, considerado, então, a primeira organização moderna da língua. Isso porque o livro é uma versão revista e ampliada com definições simplificadas e informações gramaticais sistematizadas do dicionário do padre.  

O Dicionários Moraes, como ficou conhecido, destaca-se entre os pioneiros em português e é considerado o mais completo da língua, servindo de exemplo para glossários posteriores. No ano de 1.813, lançou-se a segunda edição e, em 1.823, a terceira. Em razão das inúmeras atualizações, definiu-se, portanto, que se trataria de uma nova obra e não mais uma versão do vocabulário de Raphael Bluteau.

Em 1.975, um novo trabalho passou a chamar a atenção, o Novo Dicionário da Língua Portuguesa, chamado popularmente como Dicionário Aurélio. Produzido pelo lexicógrafo, crítico literário e professor alagoano Aurélio Buarque de Holanda, é resultado da preocupação do autor com o idioma, após a experiência como colaborador do Pequeno Dicionário da Língua Portuguesa, em 1.941.

Depois do lançamento do Dicionário Aurélio, Buarque de Holanda tornou-se representante internacional dos assuntos literários e linguísticos da língua portuguesa. No entanto, não parou por aí. Em 1.977, publicou o Minidicionário da Língua Portuguesa e, em 1.989, o Dicionário Aurélio Infantil da Língua Portuguesa, ilustrado pelo cartunista Ziraldo. 

Por que comprar um dicionário escolar?

O dicionário é um grande aliado no processo de aprendizagem das crianças. No caso do vocabulário da língua portuguesa, mais do que a compreensão do significado das palavras, contribui para o aprimoramento da ortografia e o aumento do repertório, colaborando assim, para a criação de redações muito mais elaboradas.

Além disso, os dicionários modernos trazem outras informações como formas de conjugação verbal, acentuação, estudo de prefixos e sufixos, tabelas e mapas. Em outras palavras, abordam temas de outras disciplinas e não apenas referentes à língua portuguesa.

Não podemos esquecer os dicionários que trazem a tradução das palavras em outros idiomas como inglês, espanhol, italiano e francês. Eles são grandes parceiros dos alunos na memorização dos termos estrangeiros. Por isso, selecionamos algumas obras para que possa conhecê-las e adquirir aquela que corresponda às suas necessidades.

Dicionário português-inglês Michaelis

Desenvolvido especialmente para os brasileiros que estudam a língua inglesa, o dicionário escolar inglês-português Michaelis Melhoramentos contém mais de 75 mil traduções e mais de 30 mil expressões. Conta também com separação silábica, classe gramatical dos vocábulos, regência dos verbos e transcrição fonética do inglês para o português.

dicionario-escolar-ingles-portugues-michaelis-melhoramentos

Inclui apêndice com tabela de nomes de animais, lista de verbos irregulares em inglês e português, tabela de conversão de temperaturas, numerais e símbolos matemáticos. Ao adquirir o exemplar impresso, é possível fazer o download gratuito da versão digital e acessar pelo computador. 

Dicionário português-espanhol Michaelis

Um excelente companheiro para os estudantes de língua espanhola, é o dicionário escolar espanhol-português Michaelis Melhoramentos. Ele traz mais de 60 mil traduções e 40 mil expressões. Possui divisão de sílabas, classe gramatical, regência verbal, transcrição fonética e exemplos do uso de uma mesma palavra em diferentes países de língua espanhola.

dicionario-escolar-espanhol-portugues-michaelis-melhoramentos

Ademais, conta com apêndice com modelos de conjugação de verbos em espanhol, explicações gramaticais relacionadas a substantivos, artigos, adjetivos, pronomes, preposições, acentuação e muito mais.

Dicionário escolar inglês Ciranda Cultural

O dicionário escolar inglês-português Ciranda Cultural tem 480 páginas com conteúdo que vai além dos vocábulos. Engloba uma breve apresentação da história do idioma, lista de verbos frasais (phrasal verbs) e sentenças essenciais para que o aluno consiga se comunicar em qualquer ocasião.

dicionario-ingles-portugues-ciranda-cultural

Por outro lado, o minidicionário escolar inglês-português Ciranda Cultural possui 352 páginas com traduções claras, quadro de verbos irregulares, falsos cognatos e fatos curiosos sobre o idioma. Com tamanho de 14cm x 10cm, não ocupa muito espaço na bolsa ou na mochila, ou seja, dá para ver levar para qualquer lugar.  

Minidicionário escolar espanhol Ciranda Cultural

mini-dicionario-escolar-espanhol-portugues-ciranda-cultural

O catálogo da Ciranda Cultural é formado ainda pelo minidicionário escolar espanhol-português cujas vendas superam 300 mil exemplares. Com 14cm x 10cm e 352 páginas, abrange 30 mil verbetes com definições objetivas. Assim como os demais já citados, apresenta divisão de sílabas e é muito fácil de consultar.

Dicionário escolar inglês Scottini Catavento

dicionario-escolar-ingles-portugues-scottini-catavento

Por fim, temos o dicionário escolar inglês-português Scottini Catavento com mais de 60 mil palavras. Nele, você encontra classificação gramatical, abreviaturas comuns, regras de acentuação, uso do hífen, lista de verbos irregulares, numerais, países, adjetivos pátrios, medidas inglesas e americanas e termos de informática. Tudo isso em 656 páginas com encadernação brochura. 

Onde comprar dicionário escolar?

Sabia que na Kalunga você encontra todos os itens da lista de material escolar? Isso inclui o dicionário seja ele o da língua portuguesa ou de idiomas. Dessa forma, não perca mais tempo: acesse www.kalunga.com.br, confira os descontos, faça a sua compra e receba no conforto do seu lar. Tem pressa para receber o produto? Adquira online e retire em até duas horas, após a confirmação do pagamento, na loja física mais próxima da sua residência ou escritório. Aproveite!