Postado em 11/09/2020

421 visualizações

4 dicas para evitar acidentes domésticos com eletricidade

Sabemos que há crianças que adoram aprontar: basta os pais ou responsáveis piscarem por um segundo que elas já estão realizando alguma travessura. Não dá para negar que a descoberta faz parte da infância e, muitas vezes, os pequenos sobem em móveis, colocam a mão em tomadas e passam por outras situações que podem causar acidentes domésticos apenas por pura curiosidade. 

Nessa fase, desconhecem os riscos que tais eventos podem ocasionar. Quando engatinham ou começam a andar, mexem em tudo que encontram pelo caminho e, sem a devida prevenção, podem se machucar e levar choques. Diante disso, os adultos devem saber o que fazer para deixar a casa segura e evitar riscos. Confira, ao longo do texto, dicas importantes sobre eletricidade!

Principais causas dos acidentes com eletricidade

Saber como evitar esses acidentes, que podem levar à morte, é essencial. Antes de tudo, preste atenção nos dados divulgados pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel). Eles indicam que, no período de 2013 a 2018, 439 crianças e adolescentes, entre 0 e 15 anos, morreram por conta de choques elétricos no Brasil. 

Sabe aquela tomada que ficou desprotegida? Ou aquele fio desencapado em algum cômodo? Além desses problemas, que estão entre as principais causas das mortes, falhas nas instalações elétricas e problemas nas fiações podem causar fuga de corrente. Com isso, há riscos das pessoas tomarem choques – e até mesmo da casa pegar fogo.

Como evitar acidentes domésticos?

Mesmo com o cenário anterior, vale ressaltar que os acidentes domésticos que envolvem eletricidades podem ser evitados. Com alguns cuidados, é possível evitar choques, queimaduras e outros problemas desagradáveis dentro das residências e, assim, manter a criançada, independente da idade, segura e protegida. Veja!

1. Use protetores de tomada

Conforme falamos, crianças são curiosas e, principalmente na fase em que começam a engatinhar, podem colocar as mãos em tomadas. O problema é que, se elas estiverem desprotegidas, as consequências podem ser fatais. Para evitar isso, existe o protetor de tomada. Esse acessório é uma solução barata, que ajuda a salvar vidas. Basta plugá-lo e pronto!

2. Não sobrecarregue os benjamins 

Quantos benjamins você tem na sua casa? Uma pesquisa da Abracopel com o Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre) mostra que a utilização desse e outros equipamentos similares está presente em 57% dos lares brasileiros. O motivo? A falta de tomadas para ligar todos os aparelhos utilizados no dia a dia.

O cuidado para impedir acidentes domésticos deve estar ao conectar diversos equipamentos em um mesmo benjamim. Isso pode ocasionar uma sobrecarga e gerar um incêndio. Quando todos os dispositivos são de alta potência, o risco fica ainda mais elevado. A própria Abracopel dá o exemplo: ligar uma geladeira e um micro-ondas, com um benjamim, na mesma tomada da cozinha.

Sendo assim, a dica também é usá-lo apenas em eletrônicos e não em eletrodomésticos, uma vez que a demanda de energia é maior. Quando ele estiver muito quente, é sinal de que há sobrecarga. Se isso acontecer, é necessário desligar os equipamentos na mesma hora. O benjamim é extremamente útil e funcional e, para utilizá-lo, basta ter cuidado para não sobrecarregar apenas um ponto de tomada. Faça a distribuição. 

3. Instale um DR

Já ouviu falar no dispositivo diferencial residual (DR)? Se a resposta for não, chegou a hora de conhecê-lo e entender sua importância. O DR, também conhecido como disjuntor diferencial, é um dispositivo, instalado no quadro de eletricidade, que traz proteção e evita acidentes por meio do bloqueio da corrente elétrica.

Para exemplificar, se alguém colocar o dedo ou algum outro objeto na tomada, o DR vai desligar a energia em milissegundos. Dessa forma, não há risco da corrente elétrica percorrer o caminho até a criança e fazer com que ela tome um choque. Essa é mais uma das formas de evitar acidentes e garantir a segurança dos pequenos.

4. Atenção com os fios

Com o passar dos anos, os fios que ficam expostos pela casa podem apresentar rachaduras. Isso pode colocar a vida da criançada em risco. Portanto, caso tenha extensões em casa, lembre-se que elas devem ficar longe do alcance dos pequenos, ou seja, em locais em que não consigam alcançá-las. Assim, você evita o risco de choques e outros acidentes domésticos, como possíveis enforcamentos.